sexta-feira, 29 de abril de 2011

Quanto vale o dinheiro roubado?

Ontem, eu vi o Jornal Nacional. O que me chamou a atenção foram os recentes ataques aos caixas eletrônicos, tudo indica que os novos bandidos estão usando explosivos, mas em contrapartida as caixas detonadas espalham tintas para marcar o dinheiro como roubado, ou seja, ainda que o dinheiro seja verdadeiro, o simples fato dele estar manchado de roxo torna o dinheiro inválido. Achei a ideia sensacional, isso mostra que o Conselho Monetário é tão inteligente quanto os bandidos.

Hoje, no entanto, encontrei na minha carteira uma nota manchada de rosa nas bordas. Eu passei no Santander, e eles trocaram a nota sem a menor restrição. Indaguei sobre a orientação do Jornal Nacional de não aceitar o dinheiro roubado, e o caixa me explicou que viu a matéria também, mas ele não havia recebido nenhuma orientação dentro da agência com relação ao dinheiro marcado como roubado.

Eu me senti bastante idiota. Sempre esqueço que quem manda no país é a dona Dilma, e não o repórter do Jornal Nacional.

iFrank

Casamento Real

Finalmente aconteceu o tão esperado casamento real. A noiva estava linda, magra e com um vestido maravilhoso. Por acaso o príncipe teria coragem de se casar com mulher feia?
 O príncipe William estava de uniforme militar (precisava isso?) que é uniforme de coronel da Guarda Irlandesa do Exército britânico.
A abadia de Westminster, em Londres estava divinamente enfeitada.
Esperamos que os anos de casamento sejam tão maravilhosos quanto foi maravilhosa a festa.

Muitos convidados emperiquitados. Muita empáfia. Parece que usar chapéus nessas ocasiões é costume entre os ingleses. Havia chapéus discretos e chapéus chamativos. Mas eu diria que o prêmio para o chapéu mais esquisito seria para a neta Beatrice da rainha Elizabeth.



Beatrice é a de vestido claro. Vejam que chapéu mais esquisito.
Parece ser meio pesado e atrapalhar a visão.


Essa princesa tem em seu histórico um gosto  muito estranho por chapéus:




Não acharam estranho? Você usaria um chapéu assim?  Só para ir alí na esquina?

Um comentário que surgiu aqui com minhas amigas é que o príncipe precisava de um chapéu também, pois está meio careca aos 28 anos  e já exibe entradas nas laterais da cabeça bem evidentes.  O que agrava talvez seja  o peso da responsabilidade que carrega com a possível subida ao trono assim que a avó Elizabeth morrer.



O que isso tem a ver com esse Blog que deveria ser de religião?
Nada... Tô nem aí...

Ah, só uma pergunta... Se essa mocinha morasse aqui no Brasil, ela seria vítima de bullying?


(Selma)

quinta-feira, 28 de abril de 2011

O jeito português de fazer marmelada

Dias Lopes - O Estado de S Paulo

Os portugueses dizem que um casal de namorados "está na marmelada" ou "faz marmelada" quando se encontra em jogos sexuais. Aparentemente, é uma das raras locuções com local e época de nascimento. Teria surgido na região de Lisboa, em princípios do século 18, inspirada no romance escandaloso entre d. João V (1689-1750) e d. Paula Teresa da Silva, a madre superiora do Mosteiro de Odivelas, a 15 quilômetros da capital.
O rei, que governou Portugal por 44 anos, em um dos períodos mais ricos do país, visitava a amante quase todas as noites. Nos intervalos das trocas amorosas, o casal saboreava "quadrados" de marmelada. Segundo Miguel Xara-Brasil, estudioso da história de Odivelas, "d. João V, curioso para saber como eles eram feitos chegou (...) a ajudar madre Paula a confeccioná-los". O mosteiro se destacava por ser especializado na festejada doçaria conventual portuguesa.
Outro soberano que "esteve na marmelada" ou "fez marmelada" com uma freira do mosteiro foi Afonso VI (1656-1683). Duas religiosas sapecas disputaram o interesse régio: d. Ana de Moura e d. Feliciana de Milão. Venceu a primeira. Duvida-se, porém, que o par ultrapassasse a fronteira gastronômica. Na prática, d. Afonso VI se interessava pouco pelas mulheres.
Atacado na infância por uma "febre maligna", ele ficou paralisado do lado direito do corpo, "meio bobo" e incapaz para governar qualquer coisa, inclusive a si próprio. Ascendeu a rei por acaso, em razão da morte do irmão mais velho, herdeiro da coroa. Foi destronado pelo mais jovem, d. Pedro II, que lhe tomou o governo e a mulher.
Na juventude, rodeou-se de rapazes pouco recomendáveis, inclusive de um genovês, Antônio Conti, comerciante de adornos femininos, que alojou em um quarto do castelo, com porta para o seu. O povo suspeitava que ambos "faziam marmelada". Querendo libertá-lo da vida desregrada, a rainha-mãe o casou com a princesa parisiense d. Maria Francisca Isabel de Saboia. A união acabou declarada nula por não ter sido consumada.
No final da vida, d. Afonso VI foi trancado pelo irmão no Palácio de Sintra. Segundo José Pedro de Lima Reis, no livro Algumas Notas para a História da Alimentação em Portugal (Campo das Letras Editora, Porto, 2008), "a única distração que lhe restaria, além de assistir à missa, era comer". Entre os alimentos costumeiros, havia um quilo e meio de testículos de carneiro. "Teriam, com grande probabilidade, o objetivo de melhorar a sua potência sexual que (...) seria um verdadeiro desastre", completa Lima Reis. Mesmo assim, enquanto reinou, d. Afonso VI visitou Odivelas.
A licenciosidade observada em alguns mosteiros portugueses se devia à completa falta de vocação de noviças e freiras. As instituições religiosas acolhiam moças que davam "mau passo" e cujos pais não conseguiam casá-las com os sedutores; ou sem um dote suficiente para capturar bom partido. Para elas, o hábito constituía um vestido comum, não a roupa de uma mulher que fizera juramentos de obediência e castidade para se entregar ao serviço de Deus.
Apesar da oposição dos reis fogosos, as autoridades católicas lutaram contra as freiras que "faziam marmelada", punindo muitas com a expulsão dos estabelecimentos eclesiásticos. Nos últimos séculos, por exemplo, o Mosteiro de Odivelas, fundado em 1295, deixou de ser fonte de escândalos, convertendo-se apenas em centro de espiritualidade. Na cidade onde se localiza ainda se "faz marmelada", porém a de verdade. A mais famosa é a da Pastelaria Faruque, da Rua Guilherme Gomes Fernandes, 87-A, tel. (00351) 219 211 574.
No Brasil, marmelada às vezes tem acepção negativa, mas pudica. Significa negócio desonesto, mamata, conluio para se forçar o resultado de um jogo. Lembram da partida de futebol na qual o Grêmio Porto Alegrense perdeu porque quis para o Flamengo do Rio de Janeiro, a fim de não deixar o Internacional gaúcho alcançar pontos que o tornariam campeão do Brasil em 2009? Foi marmelada.

[texto divulgado por iFrank]

Natureza Viva 36- parte dois, Samudra Nihil

Segunda aula- segunda parte,

Flor perfeita;

A diversidade  de  cores e formas  é uma característica marcante das orquídeas. E mesmo com tanta variedade- belas,exóticas,grandes,micro,raras ou delicadas-, o que faz com que as cerca de 35 mil espécies estejam agrupadas numa mesma família é a perfeição da flor, que possui a estrutura sempre  idêntica: três  sépalas e três pétalas  bastante  desenvolvidas e um órgão reprodutor.

As sépalas tem a função de proteger a flor em botão e,quando desabrocham, apresentam cores,tanto quanto as pétalas. Essas se intercalam entre  as sépalas e, entre as três, uma diferencia-se das demais na forma e na coloração,  sendo chamada de labelo. O labelo é quem garante a reprodução, devido à função de  atrair os insetos polinizadores.

O órgão reprodutor possui quatro partes:   coluna e ginostêmio,resultado da fusão dos órgãos masculino e feminino; antera, que contém os grãos de pólen agrupados em massas chamadas polínia; estigma,órgão receptivo onde  são depositadas as políneas durante a polinização; e ovário,onde se desenvolve a cápsula das sementes, após a fecundação.

-Em tempo:    porque eu estava ao mesmo tempo escrevendo aqui,e fazendo a 'manutenção"do meu outro pc,-aquele que está problemático,-embora eu tenha falado que eu ia postar as "ilustrações" só  aqui, eu já postei na primeira parte.
Não faz mal, eu já as repeti aqui também, imediatamente abaixo.

A bibliografia que usei para as postagens de hoje, e da Natureza Viva 35,da semana passada- foi o livro-revista "O grande mundo das orquídeas, 500 espécies" da editora On.

O link abaixo não tem nada a ver com a revista, mas  servirá para a localização das partes descritas desssas flores,nos textos que eu transcrevi hoje.
As imagens não podem ser aumentadas, a visita será rápida,mas será muito bonita.

Uma boa tarde aos leitores.

(não sei quando essa série vai continuar,ou mesmo - se irá continuar.
 Eu tenho a intenção de dar continuidade a ela,nem que for uma vez por mês,assim como as demais postagens com título, eu também tentarei continuar)

Mas vejam as flores.
http://www.orchidweb.jp/orchidshow/kansai2007/cattleya_hybrids.htm

Natureza Viva 36- Samudra Nihil

Boa tarde.

Eu reiniciei minha série sobre orquídeas  na semana passada,na postagem "Natureza Viva -35",e hoje darei a segunda aula e a terceira aula, sobre essas flores.
Vou dividir a postagem em duas etapas, porque existe o risco do pc "desligar automaticamente',como ele já fez em outras mensagens minhas.
As ilustrações serão postadas na segunda - então.

Depois de hoje,então  eu passarei a postar os quinhentos nomes prometidos.
Ao menos,enquanto eu puder.

Conheçam hoje 'uma orquídea por inteiro".

Uma orquídea completa:  (de cima para  baixo)

-tem ovários,
-tem pedicelo:  a haste que sustenta a flor.
-folha:  assim como as raízes,elas também absorvem os nutrientes, principalmente por meio da parte inferior.
-espata: bainha protetora que envolve  o escapo floral,quando ainda em formação,protegendo-o.
-rizoma: caule da planta que une os pseudobulbos.
-raiz: responsável por absorver os nutrientes e fazer com que a planta se desenvolva,se fixe ao solo,tronco ou substrato.

Componentes  da flor:   (de  cima para baixo)

-sépala dorsal:  localizada na parte superior  da flor.
-pétala lateral:
-sépala lateral ou ventral:  localizada na parte inferior da flor.
(as sépalas servem para proteger a flor quando ela está se  desenvolvendo.)
-coluna:  responsável pela sustentação das políneas(órgão masculino) e do estigma(feminino) da flor.








http://www.orchidweb.jp/orchidshow/kansai2007/cattleya_hybrids.htm

Buuu

Luis Fernando Veríssimo - O Estado de S Paulo

Diálogo urbano, no meio de um engarrafamento. Carro a carro.
- É nisso que deu, oito anos de governo Lula. Este caos. Todo o mundo com carro, e todos os carros na rua ao mesmo tempo. Não tem mais hora de pique, agora é pique o dia inteiro. Foram criar a tal nova classe média e o resultado está aí: ninguém consegue mais se mexer. E não é só o trânsito. As lojas estão cheias. Há filas para comprar em toda parte. E vá tentar viajar de avião. Até para o exterior - tudo lotado. Um inferno. Será que não previram isto? Será que ninguém se deu conta dos efeitos que uma distribuição de renda irresponsável teria sobre a população e a economia? Que botar dinheiro na mão das pessoas só criaria esta confusão? Razão tinha quem dizia que um governo do PT seria um desastre, que era melhor emigrar. Quem pode viver em meio a uma euforia assim? E o pior: a nova classe média não sabe consumir. Não está acostumada a comprar certas coisas. Já vi gente apertando secador de cabelo e lepitopi como e fosse manga na feira. É constrangedor. E as ruas estão cheias de motoristas novatos com seu primeiro carro, com acesso ao seu primeiro acelerador e ao seu primeiro delírio de velocidade. O perigo só não é maior porque o trânsito não anda. É por isso que eu sou contra o Lula, contra o que ele e o PT fizeram com este país. Viver no Brasil ficou insuportável.
- A nova classe média nos descaracterizou?
- Exatamente. Nós não éramos assim. Nós nunca fomos assim. Lula acabou com o que tínhamos de mais nosso, que era a pirâmide social. Uma coisa antiga, sólida, estruturada...
- Buuu para o Lula, então?
- Buuu para o Lula!
- E buuu para o Fernando Henrique?
- Buuu para o... Como, "buuu para o Fernando Henrique"?!
- Não é o que estão dizendo? Que tudo que está aí começou com o Fernando Henrique? Que só o que o Lula fez foi continuar o que já tinha sido começado? Que o governo Lula foi irrelevante?
- Sim. Não. Quer dizer...
- Se você concorda que o governo Lula foi apenas o governo Fernando Henrique de barba, está dizendo que o verdadeiro culpado do caos é o Fernando Henrique.
- Claro que não. Se o responsável fosse o Fernando Henrique eu não chamaria de caos, nem seria contra.
- Por quê?
- Porque um é um e o outro é outro, e eu prefiro o outro.
- Então você não acha que Lula foi irrelevante e só continuou o que o Fernando Henrique começou, como dizem os que defendem o Fernando Henrique?
- Acho, mas...
Nesse momento o trânsito começou a andar e o diálogo acabou.

[divulgado por iFrank]

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Islamismo

Um Anônimo comentou o texto Professor terrorista de religião no Brasil. Deixou um link que direciona para revistas sobre a religião muçulmana:




Clicando nesse link  abre-se uma página com vários números da revista Evidências, que segundo o que pude ver, é a primeira revista em português  sobre a religião muçulmana.

Cliquei na capa da primeira revista da fila, que no caso é a revista Evidências número 14. Ao abrir outra página, a capa dessa revista fica em evidência e do seu  lado direito leitor, aparece mais uma quantidade de publicações interessantes.
Achei (dentre outros) interessante o link  Material Religiones 1, onde pode-se ler textos sobre religiões, e dentre elas a budista, islâmica, judia e hinduísta. Os textos estão  em espanhol.


Na revista Evidências 14 pode-se ver logo no começo:

“O Islã é definido com atos e não apenas com palavras, com a realidade e não com slogans vazios, com a cooperação e o trabalho sincero para o bem das pessoas e não como monopólio e a exploração do homem pelo homem.”


“Muitos muçulmanos se desviaram , também das ordens do Alcorão, de suas proibições e de seu conteúdo, do seu apelo à Jihad, ao empenho, paciência e aos sacrifícios em prol da verdade e em defesa da boa moral. Eles se desviaram de tudo isso ou mais ainda para ter seus nomes lançados nas rádios do Oriente e do Ocidente, até mesmo na Rádio de Israel e na voz da Grã-Bretanha, entre outros veículos de comunicação que lutam contra a mensagem Islâmica e o Alcorão.”

Na Revista Evidências número 5, páginas 75-76 encontrei uma definição do termo “terrorismo” e um texto sobre o assunto:

“O Islã proíbe o terrorismo denominando seus responsáveis de transgressores, ensoberbecidos, corruptos e insensatos”

Peço a todos vocês que se tiverem um tempinho folheiem a revista em sua versão digital.

Amigos, a conclusão de tudo isso é o que eu sempre acreditei que fosse. O islamismo é uma religião de amor (como todas as outras) e que se levada a sério por todos que a praticam, haveria muita paz no mundo.
Nenhuma religião manda que se pratique o mal. O mal não vem de Deus e sim dos homens.  Mas infelizmente a mídia dissemina mensagens que levam muitos ignorantes a acreditarem que o mal está na religião e não nas pessoas.


Sugiro que leiam as matérias dos seguintes links  para se informarem melhor sobre o Islã:





Agradeço à você, amigo Anônimo, a oportunidade de  poder ler essas publicações.
Um grande abraço e fique com Deus.




Selma


para o professor Andros Teacher,correção de link srta Nihil

Leia a Carpideira 322,e a primeira edição do texto para  o senhor, que se encontra logo abaixo.
Estou corrigindo o link.

E reeditando um conto para vc e para os leitores desse blog,darem boas risadas.

Espero que agora eu possa dizer mesmo...            até mais.
http://grupodediscussaoreligiao.blogspot.com/2011/01/clowesia-7-turbilhao-570-por-srta-nihil.html

para o professor Andros Teacher. srta Nihil

Leia a Carpideira 322,abaixo dessa postagem que estou fazendo agora- aqui no blog.
Depois leia meu conto -que é uma linkagem de um postagem que eu fiz aqui mesmo nesse site,em janeiro.
Não vou postar ele mais no JD,como eu pensei em fazer, porque receio que a postagem seria apagada também.
E você não teria tempo de ler,então.
É uma historinha que aproveitou o mito do paraíso da gênesis bíblica em três personagens espertos,que são você,o sr.Hosaka e eu.

Eu sou a Eva Nihil,o sr.Hosaka é o sr.Adão Hosaka,você é o Serpenteacher.

Para dar boas risadas.
Os leitores desse blog, então,terão boas  chances de reler a historinha, e rir de novo.

(até depois)
http://grupodediscussao.blogspot.com/2011/01/clowesia-7-turbilhão-570-por-srta-nihil.html

carpideira 322- Nihil

Não, o sr.Católico,disfarçado de sr.Polianônimo,teve razão hoje.

Eu "dancei" mesmo.
O professor Andros teve sua última mensagem - ainda em evidência no canto direito desse blog,bem abaixo- ele teve essa última mensagem apagada também.
Não posso ir lá- e eu ia postar meu conto do mês de janeiro,para ele.
Se eu fizer isso, essa postagem vai ser  apagada também-  porque talvez  a moderação do JD  está "de olho" em todas as postagens que aparecerem lá, que fugirem dos temas  ali tratados.
Mesmo um texto apenas engraçado,mas não ofensivo,poderá ser tirado do ar.

O Teacher- acho- só poderá voltar a escrever ali,se for ele for escrever sobre seus temas sérios,de costume.(ou nem tão "de costume" tão sempre assim)

Ele deveria vir  para cá,e ficar aqui de vez.

Dessa vez,o oponente dele "levou a melhor"e ainda por cima, está por lá,fazendo "das dele" também.

Estou segura de que alguém -cedo ou tarde,vai dar nele o que ele merece levar também.
Só que ele não terá para "onde ir".
E o professor,pelo menos pode vir para cá.

Vamos ficar no aguardo,pode ser que daqui a um tempo, ele vai recuperar sua plena liberdade de expressão por lá.
Enquanto tudo rola,porém,eu, que queria postar meu conto de janeiro desse ano, lá no JD,vou postar aqui,- ou seja, ele será repostado,e especialmente para ele,o professor.

Farei isso um pouco mais acima.

turbilhão 669- mala nihil

O tema que se seguirá,é bem sério,mas eu recomendo para agora,a leitura apenas do primeiro título da página que estou enviando,pois foi o único que eu li com atenção.

Ele se parece um pouco com as prosas dos meus turbilhões já apagados  lá do terra, em que eu falava que o "vícios  químicos" geram desamparo nas famílias,mas essa também é só uma parte do tema que será lido.
Não é tipo do tema no qual gostemos de pensar,mas  é um treco que tem que ser visto.
Afinal, não existimos sem o porvir,e esse "porvir",essa promessa e essa esperança,tem sido postos  de lado,em função das razões do superego, e da acomodação de muitos,que andam sem premissas claras de vida,e sem ideais.
Mas que mesmo assim continuam achando que podem  perpetuar o próprio nome.

Depois, se desejarem,poderão ficar aí, no "portal ciência e vida' mesmo.
É possível acessar outras reportagens, outras revistas,e ainda ler páginas com textos curtos,que se encontram só no site,e não nas revistas.
Eu sempre gosto de ler essas páginas, nas  publicações da revista Psiquê, e da revista Filosofia.

Vejam isso,por enquanto.

Mais  tarde, voltarei.
http://portalcienciaevida.uol.com.br/esps/edicoes/64/artigo213113-1.asp?0=r

Como fazer o iPad falar japonês?

Hoje andei fuçando o VoiceOver no tópico Acessibilidade do aplicativo Ajustes do iPad. Ele não é nada fácil de usar, você tem que treinar muito, tudo muda no iPad quando você ativa o VoiceOver.

O meu primeiro problema foi justamente na hora de ativar o VoiceOver, a moça me perguntava se eu queria ativar tal recurso. Eu apertei o botão Ok, e a moça repetia a pergunta. Eu apertava o botão, e ela repetia a pergunta. Foi muito constrangedor. Eu dei uma de esperto, dei duplo clique na tela início, e a moça disse o nome do primeiro aplicativo na barra dos aplicativos aberto no suposto ambiente multitarefa e disse para eu dar um duplo clique nele para ativá-lo, só que a voz da moça desapareceu.

Voltei em Ajustes, e descobri que a safada desativou o VoiceOver. Quando ativei o VoiceOver, a moça perguntou outra vez se eu estava certo disso. Depois de muita tentativa e erro, descobri que não basta apertar o botão Ok. Quando o VoiceOver está ativo, tocar no botão só serve para selecionar o botão. Para executar o comando é necessário dar um duplo clique, só assim você consegue ativar de vez o VoiceOver e assim a moça diz tudo o que você está fazendo no iPad.

Usei o Safari, abri o Estadão, selecionei um parágrafo, e ela leu o parágrafo selecionado para mim. Puxa, que legal! Eu fui logo no aplicativo Machado de Assis - Memórias Póstumas, mas lá eu não consegui selecionar coisa alguma, e a moça também ficou quieta. Voltei no Safari, abri um jornal japonês e a moça leu o parágrafo selecionado para mim. Fantástico! O iPad é demais!!!!!!!!

--------------

Importante: para a moça do iPad falar em japonês, você precisa selecionar a 6a. Opção depois do US English na opção Rotor de Idioma que você encontra no rodapé das opções do VoiceOver. Você não pode usar o serviço do Zoom e do VoiceOver ao mesmo tempo, ambos aplicativos usam os seus cinco dedos para novas funcionalidades, coisa que dificulta bastante o aprendizado para quem estava acostumado a usar um dedo ou no máximo dois dedos. Por exemplo: quando você está cansado de ouvir tanto a moça falar, você precisa dar um duplo clique com três dedos!



iFrank
texto originalmente publicado no Fórum do iPad

terça-feira, 26 de abril de 2011

Cinestesia, para o Teacher, e para todo mundo. Mala Nihil

Nos últimos tempos
ando melhor percebendo e sentindo
os eventos
mas  eles não aumentaram em quantidade,
eu é que estou mais alerta
em meus cinco sentidos.

Sinto o intenso aroma das árvores
de flores damas  da noite
dia e noite
vi um fantástico arco-íris em certa tarde
depois de uma chuva,
insetos coloridos
polinizam flores férteis
em canteiros de praça
em bosques e jardins,
eu cato as flores de jasmim
caídas nas calçadas
para ofertar aos meus ícones em seus santuários
perfumados a incensos.

Outro dia eu atrasei  a volta para casa
por que havia um pôr-do-sol maravilhoso
para se ver,
fiquei olhando,ali parada
e a retirada solar,com seu rastro vermelho fogo
durou poucos minutos,
o tempo também  ficou quieto e mudo.

A gorjeação imensa de pássaros em grupos
foi cessando depressa
Vênus,Ândromeda e Hécate, iluminaram o céu
as estrelas logo apareceriam na esfera,

e eu - junto aos demais animais de  outras espécies,
voltei ao lar,
então tudo silenciou,ficou em paz.

Agradeci aos deuses  da natureza
Agradeci aos eventos da impermanência
por mais um dia,
por toda a beleza
de todos os momentos
bons e ruins, em cadência
descontrolada e  aparentemente intencionada,
da canção colorida,
da  vida.


Mala Nihil

versão  de uma poesia que escrevi para o Teacher,no dia vinte e três de abril de 2.011,no Jornal de Debates,e que sumiu de lá.

Por enquanto, muito boa noite aos que "viram".

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

Blu-Ray: Incontrolável

Esse filme não fala dos comentários que o Sr Anônimo anda escrevendo nesse blog, mas de um acidente que aconteceu nos Estados Unidos, quando um trem começou a andar por conta própria, na ausência do maquinista. Nesse filme, você aprende que um trem não pode fazer a curva se ele estiver correndo a mais de 100 km por hora, mesmo assim é possível encontrar nos Estados Unidos heróis que arriscam suas vidas para tentar parar o trem com as próprias mãos, é um filme muito emocionante.

Já o Sr Anônimo prefere esconder a sua identidade, ninguém sabe se ele é casado, se trabalha e se tem família, mas a matéria publicada pela Selma conseguiu fazê-lo reagir. A Selma está na direção certa, vamos torcer para que ela encontre uma matéria que afirme que todo professor gosta de viajar, e se ele reagir, eu serei o primeiro a convidá-lo a tomar um chimarrão bem no meio da esquina.

iFrank

turbilhão 668- mala nihil

Boa tarde a vocês.

Vou falar numa solução de informática- sim- hoje eu estou dando uma solução,não estou perguntando  nada.(ainda bem)

O tema caberá num turbilhão- porque ainda estou treinando uma coordenação motora  para digitar nesse teclado,sem tanta drica, e a coordenação motora depende da esperteza que se tem.

Há pouco, eu ia começar uma crônica no blog azul,e não sei em que eu cliquei,que a tela diminuiu.
Imaginem o que isso é para alguém que daqui a pouco vai ter que trocar de óculos.

Entrei num gd de informática,e vi ali alguém em desespero,que um tempo atrás  fez a mesma coisa.

A solução foi-    apertar control e o sinal +,para aumentar o tamanho das letrras e do texto,e apertar  control e  o sinal menos,para diminuir o tamanho das letras e do texto.

Fiz isso e deu certo.

Maravilhoso.

Sei que não tem ninguém tão incauto que nem eu por aqui,mas fica a dica para quem precisar.

Até depois.

Curiosidades em Odontologia




Com certeza você gosta de usar um enxaguante bucal vez ou outra não é? Há várias marcas de enxaguantes bucais no mercado. Temos o Plax da Colgate, Listerine, Cepacol da Johnson&Johnson... São também chamados de colutórios ou antissépticos bucais.


Há tempos que a humanidade se preocupa em ter um hálito fresco, ou se preocupa com o mau hálito. Vejam em Jó, no Velho Testamento:

Jó-  19:17 - O meu hálito é intolerável à minha mulher; sou repugnante aos filhos de minha mãe.

Jó tinha mau hálito!

O que é o mau hálito? São os compostos sulfurosos voláteis, subproduto das bactérias da boca. O que é necessário para que as bactérias não produzam esse odor terrível?
Muito simples: escova, pasta de dente e fio dental. Para complementar um bochechinho com um produto gostoso e cheirosinho, tal como o Listerine, por exemplo.


Mas como era isso antigamente?
Há 3000 anos, gregos, romanos e egípcios mascavam vegetais como o eucalipto, a canela e a baunilha.

Depois de certo tempo passaram a misturar esses mesmos vegetais com água e então passaram a fazer bochechos.

Usavam também leite de cabra e sangue de alguns animais.

Em 2700 aC, a medicina chinesa  já recomendava bochechos para melhorar a saúde das gengivas e o mau hálito.

Hipócrates recomendou uma mistura de sal, pedra hume e vinagre para bochechos.

No Talmude Judeus, 1800 aC, há a sugestão  de uma massa de farinha e azeite para tratar a gengivite.


Hipócrates – o pai da medicina – recomendava uma receita para as gengivas inflamadas das mulheres e para o mau hálito. Anote aí:
1 cabeça de lebre
3 camundongos sem as tripas

Você deve "torrar"  a cabeça de lebre e os camundongos até virar pó. O pó deve ser misturado com lã embebida em gordura e também com sementes de erva doce, mirra, mel e vinho branco. Dizem que dava resultados.


Os romanos dessa época já gostavam de usar álcool de cerveja ou vinho branco para bochechos.

Os gregos gostavam de leite de mula.

Os espanhóis tiveram uma idéia brilhante. Descobriram que o bom para o mau hálito era bochechar urina mofada.

Os franceses descobriram que o melhor mesmo era urina fresca.

Os árabes acharam que o melhor era a urina de crianças.

Os romanos pensaram bem e descobriram que o bom mesmo era bochecho com urina de árabes. Mas começaram a preferir a dos portugueses, pois era mais ácida e mais forte.
O que parecia melhorar o mau hálito era a uréia e amônia presente na urina. Hoje em dia os produtos de bochecho também possuem uréia em sua composição, mas obtida de forma sintética.

O primeiro produto comercializado como produto de bochecho foi o Odol (1892) na Alemanha. Até hoje é vendido.

Dr. Joseph Lister utilizava desinfetantes nos hospitais e durante atos cirúrgicos. Em 1879 Joseph Lawrence e Jordan Lambert  inventaram um produto para desinfetar pisos e irrigar feridas. Em 1914 esse produto foi comercializado como Listerine em homenagem ao Dr Lister. Eliminava o  mau hálito,  também constipações nasais e inflamações na garganta. Foi usado na primeira Guerra Mundial para limpar feridas.




Hoje em dia vários são os produtos vendidos como enxaguantes bucais. Há os que possuem álcool e os sem álcool. Surgiu uma polêmica, que o enxaguante com álcool poderia causar câncer orofaríngeo. Nada está provado cientificamente.
O álcool   resseca a mucosa bucal e esse ressecamento poderia causar o câncer, principalmente em quem fuma e bebe. Porque o fumo e a bebida também ressecam a mucosa, o que faria com que houvesse constante renovação celular, e pode então surgir um cãncer.


Importante lembrar que ao fazer o bochecho com produto que contenha álcool, antes de 10 minutos  pode dar falso  positivo para álcool no bafômeto. Mas acho impossível de acontecer. Só se você vier bochechando dentro do carro e for parado em uma blitz. Isso tudo antes de 10 minutos.

Desinfete suas escovas  borrifando umas 6 vezes uma solução de gluconato de clorexidina 0.12% (Periogard – vendido em perfumarias e farmácias). Escovas contaminadas podem causar vários problemas, até problemas de coração (endocardite bacteriana)...


O bochecho SÓ faz efeito se usado em conjunto com a escova, pasta dental e fio dental. Não adianta bochechar um produto somente para mascarar o mau hálito. O ideal é fazer o bochecho 1 hora após a escovação para que os componentes aniônicos da pasta de dente não anulem os componentes catiônicos do colutório, de modo que assim não percam seu efeito desejado.


Tome 2 litros  ou mais de água por dia, para que haja bastante saliva em sua boca e assim já contribuirá para que o mau hálito seja reduzido.




 (Selma)

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Vejam que bonito... mala nihil

...é o boneco ecológico  "cuca verde".

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=cuca+verde&gbv=2

problema de conexão resolvido- mala nihil

Cono eu contei agora há pouco,eu vim para casa cedo,e ia fazer uma réplica  à dra Selma.
A  internet estava fora do ar.

Tentei o uso de alguns recursos do Windows 7,para solucionar problemas,cheguei a limpar arquivos que eu não queria limpar.
Pensei que o pc estava  danificado,ou que o modem  havia caído,e quebrado.

Não aconteceu nada disso.

A operadora é que estava fora do ar- e ela nem teve a delicadeza  de deixar uma mensagem gravada,no telefone,para avisar.
Tentei de novo a conexão no meu pc,e consegui.
Isso depois de um  tempo recarregando a bateria,embora ela não estivesse tão descarregada  assim,naquela hora.

Não precisam se preocupar mais -por enquanto.

Se alguém achar que vai ser bom comentar como funcionam essas operadoras  de planos "ilimitados" de internet banda larga- e  os limites desses planos,todos os inexperientes ficarão agradecidos.
Eu sou um desses.
E eu ia saber que essas dricas aconteciam onde não é speedy,também?

Não, não esgotei os créditos,mal comecei a usar.

Oxalá, mesmo minhas dúvidas,sejam  instrutivas.

E... ...  dra Selma, desconsidere a conversa sobre você lá no outro blog.
Eu e o William só estávamos preocupados com seu sumiço...e se estava tudo bem com você.
Aquele foi o jeito dele de expressar que estava se importando.

Muito boa noite, - por favor,

...não se estresse nem por um minuto com nada.
A vida é para ser vivida de cuca "verde".

Até mais.

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

problemas em internet,ou em conexão- mala nihil

Boa noite a vocês.

Hoje,eu vim embora mais cedo, e liguei o meu pc(que não é esse aqui) para replicar a mensagem da Selma,sobre terrorismo.

Eu ia dizer que não me surpreende que esse islâmicos consigam fazer adeptos em países pobres,e eu ia dizer que o terceiro mundo é um campo fértil para eles.

Que eu sempre suspeitei que - para eu encontrar um desses cidadãos por aí,era só sair perguntando quem é e quem não é -entre os que encontramos pelas ruas das cidades brasileiras.

Mas,estou sem conexão da minha banda larga,que simplesmente saiu do ar.

Então estou precisando de uma réplica de vocês.
Eu verei essa réplica amanhã de tarde,em outro computador que vou poder usar por bem pouco tempo.

É que a operadora não atende agora de noite- e eu não ouvi nenhum aviso gravado de que a conexão de internet estaria fora do ar.
Quando isso acontece,o problema é da operadora, do modem,ou do computador?
É normal essas operadoras de banda larga particulares, viverem saindo do ar?
Não- eu não esgotei meus créditos, porque mal comecei a usar esses créditos.
Tenho dois gigas por direito, e acho que nem usei um mega ainda.
Inclusive,essa conexão, eu assinei no sábado.

Como sempre, estou recorrendo primeiro aos srs.Hosaka,Marciano Alado, e depois a todos os que tem essas conexões alternativas.

Agradeço o retorno da Selma,e dessa vez,quem vai sumir,pelo visto,serei eu,por uns dias.
Não tenho como testar aqui nesse pc o modem,porque não dá para mexer no cpu.
Tentarei no meu pc "com defeito" amanhã,vamos ver o que conseguirei.

Obrigada pela atenção,e deixo avisado que vou ficar ausente.

(não deixem de escrever aqui...)

Boa noite a todos.

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

Professor "terrorista" de religião no Brasil

Os alunos brasileiros estão aprendendo religião ou terrorismo?



Um dos malfeitores mais procurados do mundo, o iraniano Mohsen Rabbani ministra  “cursos de formação religiosa” para brasileiros pobres aliciados no interior do país.

(Rodrigo Rangel)




Mohsen Rabbani é o homem acima,  de barba branca, coberto pela veste marrom e que usa turbante. Entre as dezessete pessoas que o cercam, oito são brasileiros.  É considerado por muitos como um professor. A sala de aula fica em Qom, cidade do Irã que é sagrada pelos muçulmanos xiitas. Convertidos ao islamismo, os jovens brasileiros viajaram com todas as despesas pagas como objetivo oficial de aprofundar seus conhecimentos sobre a religião. O proselitismo e o arrebanhamento de adeptos são comuns a todas as crenças. Nesse caso, porém, existem distorções preocupantes. Rabbani não é um professor qualquer.  
A revista Veja revelou que, além de ostentar a condição de um dos terroristas mais procurados do mundo, ele também é responsável pelo recrutamento de jovens brasileiros para cursos de “formação religiosa”. O que esse terrorista apontado como executor de um dos mais sangrentos atentados da história e responsável pela morte de mais uma centena de pessoas pode estar ensinando aos brasileiros é,  no momento, uma das principais preocupações das autoridades. As pistas descobertas até agora para desvendar esse mistério não são nada alentadoras.
O “professor” Rabbani é procurado pela sua participação em atos terroristas desde 9 de novembro de 2006, Sua captura é considerada tão vital que a Interpol o incluiu na chamada “difusão vermelha”, a seleta lista dos homens mais procurados do mundo. A ordem internacional de prisão contra Rabbani foi expedida pela Justiça argentina. Ele é apontado como um dos mentores dos dois atentados contra alvos judeus em Buenos Aires, que mataram nada menos que 114 pessoas em 1992 e 1994. Rabbani era funcionário da Embaixada do Irã na capital argentina e teria atuado não só na elaboração como também na execução dos terroristas. Com status de diplomata, hoje ele é protegido do regime do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad – e o responsável pela arregimentação de seguidores em toda a América Latina , que se dá mediante promessa de influência religiosa e também de dinheiro. Chama a atenção o esforço de Rabbani em amealhar seguidores  em regiões pobres do Brasil sem nenhuma tradição ligada ao Islã.

“Rabbani representa um grave risco para a segurança, inclusive do Brasil. Na Argentina ele difundiu sua visão do Islã radical, extremista e violento, que resultou em dezenas de vítimas nos ataques terroristas em Buenos Aires. Agora, baseado no Irã, ele continua a desempenhar um papel significativo na propagação do extremismo na América latina”, disse a Veja o promotor Alberto Nisman, chefe da unidade especial do Ministério Público argentino encarregado de investigar os atentados.
O aliciamento de brasileiros para os cursos de Rabbani no exterior vem sendo acompanhado há  quatro anos pela Polícia Federal e pela Abin, o serviço secreto do governo. É o próprio Rabbani, com ajuda de pessoas de sua confiança, quem escolhe os que devem embarcar. De 2007 até hoje, três grupos de brasileiros já visitaram o Irã. Há razões de sobra para tamanha vigilância. O curso tem, de fato, um forte conteúdo religioso. Mas não é isso que preocupa. Alunos de uma das turmas de Rabbani já confidenciaram que durante as viagens visitaram instalações do grupo radical libanês como  Hezbollah, organização considerada terrorista por muitos países, entre eles os EUA. Relatórios aos quais a Revista Veja teve acesso apontam os cursos do professor Rabbani  como uma porta de entrada para o terrorismo. De acordo com esses documentos, as aulas são usadas para fazer pregações radicais e incluem treinamentos em campos militares.

A 180 km do Recife, no agreste pernambucano, a cidade de Belo Jardim é o mais ativo centro de recrutamento de extremistas. Dos oito brasileiros selecionados para a primeira turma, levadas ao Irã no fim de 2007, quatro eram de Belo Jardim. Um irmão de Mohsen Rabbani que morava em Curitiba cuidou pessoalmente do recrutamento. Hoje, a cidade pernambucana de 58 000 habitantes merece constante atenção de agentes da Polícia Federal e da Abin. Entre os brasileiros aliciados estão um mototaxista, um professor primário, um funcionário do Banco do Brasil e um professor de inglês – todos de famílias humildes. Erlan Batista machado, o mototaxista, nunca tinha entrado num avião até o dia em que embarcou para São Paulo e, de lá, para o Irã, onde fez o curso a convite do iraniano Rabbani.
No Irã ganhou um novo nome: Sayd. Abordado por Veja, Erlan disse que aceitou o convite porque queria conhecer mais sobre o Islã. “Foi uma experiência maravilhosa”, afirmou. Ele contou que nunca teve contato com terroristas ou grupos radicais.

A reação do professor João Adriano Oliveira foi a mesma ao ser indagado sobre o assunto: “Foi apenas um curso de religião”.  João Adriano, que dá aulas em uma escola pública da cidade e diz dominar o idioma árabe, era um líder natural do grupo formado em Belo Jardim. Rebatizado com o nome de Abw Husayn, cabia a ele fazer os contatos com o irmão de Rabbani e com o Irã. As despesas de viagem foram pagas por uma fundação coordenada por Rabbani e patrocinada pelo governo de Ahmadinejad. João e seus colegas de curso receberam também pequenas quantias em dinheiro no período de permanência do Irã. Voltaram  com a promessa do próprio Rabbani de que ele doaria 350 000 dólares para a construção de uma mesquita na cidade.

Mensagens trocadas entre o grupo e interceptadas pela polícia brasileira revelam que o objetivo do recrutamento de brasileiros e suas viagens ao Irã envolve mais do que a iluminação espiritual por meio da religião islâmica. As mensagens contêm evidências de que o grupo e seus chefes no Irã têm algo a esconder..

A reportagem teve acesso a e-mails trocados por João Adriano (Abw Husayn) com Rodrigo Jalloul, um paulista  que foi par ao Irã há quase 4 anos e por lá ficou – hoje, segundo as investigações, ele é o braço direito de Rabbani para assuntos que dizem respeito às atividades clandestinas no Brasil. Em uma mensagem de 5 de abril do ano passado, João Adriano  avisa Jalloul, que planejava vir ao Brasil para uma visita, da existência de investigações sobre o grupo: “Envolveram a polícia Federal numa investigação policial  sobre lavagem de dinheiro para o Hiszullah. Um dia poderemos falar muito sobre tudo isso, mas creio que até hoje, mais de uma não somo monitorizados (sic). Se vier, o faça em segredo, de última hora e só avise estando na região”.

Entre os papéis apreendidos consta um anexo do documento que ilustra essa reportagem. Eles fazem referência ao Hesbollah e reproduzem seu inflamado discurso contra Israel e os judeus. Os alunos do curso de extremismo no Irã trouxeram na bagagem fotos de instalações mantidas pelo grupo libanês, em solo iraniano – o roteiro incluiu excursões a diferentes  regiões do país e visitas a líderes religiosos e políticos. “Não  têm nada de terrorismo, o que nós aprendemos aqui é religião, e o senhor Rabbani nos diz que estas acusações  contra ele são todas falsas”, disse a Veja Rodrigo Jalloul. Não é o que pensam os responsáveis pela vigilância dos movimentos do terrorista no Brasil. “ Nosso maior temor é que estejam recrutando soldados para futuras ações terroristas por aqui, e por essa razão devemos redobrar a atenção sobre essas viagens, especialmente porque em breve teremos no Brasil eventos de dimensão planetária, como a Olimpíada e a Copa do Mundo, que podem encorajar essas pessoas a cometer atos extremos”, afirma uma das autoridades que cuidam do assunto.

Junto com os recrutados em Belo Jardim viajaram para o Irã jovens da Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica  e México. Os laços do grupo com a América do Sul vão além do aliciamento. A polícia Federal tem informações de que Rabbani veio ao Brasil algumas vezes nos últimos anos. Numa delas, há cerca  de três anos, ele se valeu de um expediente com potencial de causar uma crise diplomática.. O extremista embarcou em Teerã com destino a Caracas, na Venezuela. De lá, entrou ilegalmente no Brasil. Operado pela estatal iraniana de aviação, o vôo Teerã- Caracas era chamado pelos oficiais da inteligência  de “Aeroterror”, por supostamente facilitar o acesso de suspeitos de terrorismo à América do Sul.

O conivente governo venezuelano costumava negar o acesso da Interpol à lista de passageiros desse vôo. A movimentação do professor Rabbani estava sendo acompanhada. A ideia  era prende-lo no Brasil. Avisada, a Polícia Federal chegou a montar uma operação – mas a ordem para desencadeá-la demorou a chegar devido a uma complicada discussão sobre a conveniência política da prisão. O extremista escapou mais uma vez.





Revista Veja - edição 2213 - 20/04/2011

(Selma)

Emigrar para competir

Em busca de competitividade, indústrias brasileiras estão fechando unidades no País e transferindo suas atividades para o exterior, por meio de investimentos em novas fábricas ou aquisição de empresas já em operação. Em parte desses casos, as indústrias não procuram mercados próximos de seus novos centros de produção, pois continuam a atender preferencialmente o mercado brasileiro. Mas, para competir internamente com os produtos importados, preferem produzir no exterior.

Escassez e custo muito alto de mão de obra, tributação excessiva, juros elevados, concorrência desleal, infraestrutura precária e cara e valorização do real estão entre os principais fatores apontados pelos dirigentes dessas empresas para reduzir ou encerrar as atividades no País e desenvolvê-las no exterior.

O caso relatado pelo Estado (18/04), da maior fabricante de calçados do País, a Vulcabrás, que decidiu comprar uma fábrica na Índia para ali produzir a parte do tênis de sua marca que mais emprega mão de obra, é o mais recente numa lista de empresas brasileiras que decidiram produzir no exterior. A empresa adquirida emprega mil trabalhadores e o plano da Vulcabrás é expandir o quadro de pessoal para 5 mil pessoas em 18 meses. Como a indústria trabalha também com empresas terceirizadas, é possível que, nesse período, sejam gerados até 8 mil empregos. Na unidade indiana, a Vulcabrás produzirá a parte superior do tênis, feita de tecido, couro e material sintético. Na fabricação de um tênis, essa é a parte que mais emprega mão de obra, cujo custo, para a fabricante, será bem menor na Índia, compensando o custo adicional do transporte desse componente até o Brasil, onde o produto será completado.

O governo brasileiro já adotou uma tarifa antidumping, de US$ 13,85 por par, contra o calçado proveniente da China, o maior concorrente do produto nacional, mas a medida não limitou a entrada do similar chinês no mercado doméstico, pois os exportadores daquele país adotaram a prática conhecida como "triangulação", de embarcar seus artigos em outros países - como Malásia, Vietnã e até Paraguai -, como se nesses tivessem sido fabricados. Essa também é uma prática condenada pelas regras internacionais, mas o processo de punição é demorado, daí a opção de indústrias brasileiras pela produção no exterior.

A balança comercial brasileira continua a registrar um superávit expressivo no comércio de bens tradicionais da indústria. Nos primeiros três meses do ano, esse segmento da indústria registrou superávit de US$ 8,5 bilhões. Mas o resultado deveu-se basicamente a duas categorias de produtos - alimentos, por causa do alto preço no mercado internacional e da alta eficiência da agroindústria brasileira, e produtos de madeira, papel e celulose. Nas categorias em que a competitividade é fortemente afetada pela mão de obra, como têxteis e calçados, pela primeira vez em mais de duas décadas a balança comercial no primeiro trimestre do ano registrou déficit, que alcançou US$ 342 milhões. Esse dado também explica a decisão das empresas do setor de produzir no exterior.

Uma empresa brasileira do ramo de cosméticos decidiu fazer parcerias com empresas do México, Colômbia e Argentina, como primeiro passo para estabelecer-se nesses países. O objetivo inicial é abastecer o mercado local, mas a empresa pode transformar essas unidades no exterior em base para sua expansão para outros países da América Latina. Outra empresa do setor de calçados, que chegou a operar 21 unidades industriais no Rio Grande do Sul, para produzir 4,5 milhões de pares por ano, com o trabalho de 3 mil pessoas, decidiu mudar-se para a Nicarágua, de onde continuará a exportar para os Estados Unidos, seu principal mercado. A empresa brasileira líder da América Latina na fabricação de índigo e brim anunciou recentemente o acordo com um grupo da Argentina para lá iniciar a produção de denim.

O fenômeno pode ser duradouro. Dirigentes das empresas que decidiram transferir a produção para o exterior consideram remota a reconquista pelo Brasil da produtividade que vem perdendo nos setores intensivos em mão de obra.

O Estado de S Paulo

--------------

Leitura indicada: Seu celular vira outro aparelho

iFrank

Como se conectar na Internet?

Semana passada, li matéria sobre o fabuloso lucro da Apple, onde 18 milhões de iPhones renderam 3 bilhões de dólares de lucro. Em outro lugar, li que 60.000 desses aparelhos chegaram no Brasil, mas nenhum deles chegou em minha mão. Hoje, você não precisa ser rico para ter um aparelho desses, basta um cartão de crédito com um limite de R$ 2.000,00, pagando em 11 parcelas de R$ 250,00, claro que o aparelho sai bem mais caro que o preço original. Ou seja, o problema do iPhone não é como pagar, mas sim como fabricá-lo.

É um celular de grande sucesso, e que colocou o faturamento da Apple bem mais à frente da Nokia. Mesmo assim, é a Nokia que domina o mundo em termos de aparelhos. Com apenas R$ 270,00 você pode ter um celular tão bacana quanto o iPhone com câmara digital, mp3, contatos e alarmes e acesso à Internet, sem comprometer o orçamento com o cartão de crédito.

O acesso à Internet que é o grande problema. Pouca gente se atreve a usar o navegador embutido no Nokia, o máximo que alguns aproveitam são pequenos textos encaminhados pelo torpedo. Eu peguei um plano básico na Vivo por R$ 10,00 por mês para acessar 20 MB de internet, o que reduziu drasticamente os meus créditos a R$ 15,00 para usar o serviço do celular. R$ 25,00 é muito dinheiro para ver 10 páginas na Internet e convérsar durante 7 minutos com quem você precisa. Ou seja, não vale a pena ter um fabuloso iPhone ou um simples mas prático Nokia para usar os serviços de comunicação.

Talvez seja por isso que o professor não aparece aqui, ele náo tem como comprar um Nokia, ou se tem, não tem como pagar o plano básico da operadora: toda aposentadoria está comprometida com a insulina que estica a sua amarga existência longe do coelhinho da Páscoa.

iFrank

domingo, 24 de abril de 2011

Blu-Ray: Os Dez Mandamentos

Esse é um filme clássico com Charlton Heston que conta a história de Moisés, recuperado para o formato Blu-Ray, claro que muita coisa é pura fantasia, mas o tema é bastante atual, principalmente no momento que temos vários faraós perdendo o trono no Iemem, no Egito e na Líbia, e o povo em geral não sabe o que fazer com a liberdade.

No Brasil, temos um jornal censurado há mais de 600 dias, e os leitores morrem de curiosidade em saber o que o filho do Sr Sarney aprontou. Por outro lado, temos a triste notícia de que vários políticos estão migrando para outros partidos e o Supremo Tribunal Eleitoral ainda está pensando quando aplicar a Lei da Ficha Limpa.

Enfim, o filme mostra que precisamos viver sob o jugo da lei, não importa se foi imposto por um ditador da Terra ou do Céu. No caso dos Dez Mandamentos, Deus foi bem duro com o seu povo, mandou todo o seu povo para o lago que arde e cheira enxofre, depois que O povo criou e idolatrou um coelho de ouro, os poucos que sobraram morreram no deserto durante quarenta anos a procura do Rio Jordão. Esse é o principal motivo de não comemorar o fim do exílio no Egito, não sobrou ninguém para contar a história, a não ser a Paramont que agora tenta melhorar a imagem de Deus com alta definição. Ou seja, precisamos sempre de ditadores do tipo Ramsés, Moisés ou Deus porque não sabemos o que fazer com o livre arbítrio senão escolher um ovo da Nestlé ou da Lacta.

iFrank

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Mensagem ao professor Andros, por Nihil,

Teacher,eu suspeito que apesar do seu silêncio,você tem  nos  acompanhado.

Outro dia eu estive aí,no JD, para te dizer para ler uma mensagem daqui do blog,mas a mensagem foi tirada do ar,pela autora da mesma mensagem.

Quando começamos a ter esses blogs atuais,eu te mandei um texto longo,aqui mesmo.
Estou renovando o  pedido para você  escrever  aqui.
Mesmo que for como replicante.
Sua presença vai motivar a presença de outros ex-gedautas,que andaram sumindo.

Estamos praticamente,hoje em dia,eu, o sr.Hosaka,a Selma,e o sr.William, apenas- reunidos nesse e no outro blog.
Inclusive,para eu vai ficar mais difícil escrever aqui já a partir do mês que vêm.

Você não gosta de se sentir em casa,e entre amigos?

Então esse aqui é esse lugar.

Apareça, eu andei escrevendo poesias  aqui e no bog azul.
Naturalmente vc não vai precisar ficar fora do JD,  mas se escrever uma mensaginha por dia, para nós,já ficaremos felizes,e os outros reaparecerão.

Peço para fazer isso,pois tão cedo não vou poder ficar aí mais "perto",então se  Maomé não vai na montanha, a montanha vai a Maomé, como diz o ditado...(hohohohohó!...)

Diga suas verdades  às quais já está acostumado, e entenda que certos truques seus não vão nos confundir mais.(se tentar de verdade,vai se lembrar do que andei falando...)
Apareça ou na sua identidade " de  fato" ou  mande para cá o boboquinha do sr.Observador,ou o saltitante sr.Paspartur.
Esse site anda precisando de festa,professor.
De muita festa.

Será melhor estar aqui rotineiramente,em todo caso.

Texto escrito por essa mulher que sempre te admirou,e que te tem até certo ponto,como  exemplo.

Até mais,bom sábado a você.
°
°
°
Mala Nihil

Natureza Viva 35- orquideas

Passarei a postar  novamente,  embora não saiba com que frequência- minha série do ano passado,  de quinhentos  títulos de orquideas,com a ajuda de um livro que contêm esses nomes.

Na verdade,o mundo dessas flores é extremamente prolifico- com suas espécies naturais,enxertos e clones,alcançando mais de vinte mil tipos,mas por ora,quinhentos nomes já estão de  bom tamanho, - eu quase acho que não vou ter tempo para postar nem esses.

Para o dia de  hoje, apenas uma aula ilustrada  será dada.

Orquídeas epífitas são aquelas  que vegetam sobre as árvores,mas  não são parasitas, pois utilizam os nutrientes  do ar e  da chuva para realizar a fotossintese. Portanto,ao contrário do que se pensa,elas não sugam a seiva da planta hospedeira.

Orquideas rupícolas vivem sobre pedras e rochas, normalmente  em altas  temperaturas. Elas não ficam agarradas a uma pedra lisa,por  exemplo. Fixam-se nos líquens e nas folhagens  decompostas  do local,e, em alguns casos, protegem as pontas das raízes do calor no limo encontrado  nas fendas das rochas.

Orquideas terrestres são as orquídeas que vivem como plantas comuns na terra,embora o número de espécies  deste habitat seja muito pequeno em relação ao das que vivem grudadas nos troncos  das  árvores. Por estarem presentes nos canteiros dos jardins, algumas espécies costumam ser utilizadas em paisagismo.


Samudra Nihil- para postar essa série,voltarei a usar o nome do monge budista que quase  morreu num poço de fogo ajardinado no reinado do imperador grego Ashoka,na India- deslumbrado pela beleza  do jardim,ao ponto de não ter temido a morte,quando enfrentou o imperador-
o que converteu o  imperador  ao budismo,e funcionou para a difusão dessa religião por toda a Ásia, de poucos  séculos  antes do calendário atual.
Vejam algumas  das flores  acima descritas(nos links  abaixo)

A todos,até breve.

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orquídeas+epífitas&gbv=2

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orquídeas+rupícolas&gbv=2

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orquídeas+terrestres&gbv=2

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Encantadora 9- mala nihil

O pensamento é mágica,
é luz e matemática,
se multiplicando em sons de estática
em formas reais, informes e sublimadas.

Eu ouço uma luz
Eu vejo um barulho...

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=fractal&gbv=2

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=fractais&gbv=2

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Luso poemas

Amor de minhas entranhas, morte viva,
em vão espero tua palavra escrita
e penso, com a flor que se murcha,
que se vivo sem mim quero perder-te.
O ar é imortal. A pedra inerte
nem conhece a sombra nem a evita.
Coração interior não necessita
o mel gelado que a lua verte.

Porém eu te sofri. Rasguei-me as veias,
tigre e pomba, sobre tua cintura
em duelo de mordiscos e açucenas.
Enche, pois, de palavras minha loucura
ou deixa-me viver em minha serena
noite da alma para sempre escura.

Garcia Lorca

Postado por Marciano Alado

Nihil, não sei como lhe ajudar

Mas eu desejo



iFrank

pedido de orientação sobre informática, srta Nihil

...de preferência,aos srs Hosaka e Marciano  Alado,mas agradecerei a quem puder me "atender o pedido",que é responder a uma pergunta.

Estou feliz com minha internet alternativa,e mesmo a lentidão da conexão,por esses dias, está atenuada.
De dia,ela  é mais rápida, de noite,é mais lenta.
Já sei que quando  ela está bem devagar mesmo,é porque a bateria está falhando.

Entretanto,estou vivendo a seguinte circunstância:

-assim como nos pcs maiores, com speedy,de  vez em quando o sistema trava,e aí temos que reiniciar tudo, aqui,nesse  pc pequeno, o Windows 7, quase com frequência, desliga automaticamente a si mesmo,e depois exibe aquela tela de  todo pc que foi desligado repentinamente- ou seja,exibe aquela  tela de automanutenção.
Dá mensagem de erro,e tudo o mais,e por fim, indica "restaurar a última sessão".

Receio que isso continue(esse pc ainda é novo,e eu praticamente,hoje em dia,só tenho esse...os outros são quase um 'zero à  esquerda").

Meu windows é o Windows 7, acho que minha versão de internet aqui é a 8.0,e quando estou usando, eu uso só com a bateria,na metade do tempo-  para evitar carregar fiarada para todo lugar.
Conectado na eletricidade,só em casa- e ele costuma ficar pela noite,recarregando a bateria.

Se puderem me contar  o que me acontece(ou o que acontece  ao meu pc), e o que eu poderia fazer,eu vou ficar muito agradecida.

Um bom dia prá vocês, e lembrarei que o verdadeiro feriado católico,será a partir da amanhã.(devem estar lembrados do meu engano da semana passada)

Até breve.

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

terça-feira, 19 de abril de 2011

Meu amor(como substantivo indicando um sentimento que se tem)- Nihil

Nesses últimos meses,eu - enquanto lia  o livro de uma poeta lirica, lembrava sem parar de uma ópera suave, que eu costumava cantalorar o tempo inteiro,quando menina.

Foi "com essa trilha sonora" em mente,que imaginei a construção que se seguirá.

(reparem então)

"Meu amor...

 ...tem a potência de um gigante
  é desejoso, é desejante,
  é afável, é cortês, é galante,
  é educado, é gentil, é verso e anverso,
  é diafragmático
  é simpático
  é literariamente paradidático.

  Às vezes, ele começa no baixo ventre
  e sobe pela espinha até o coração,
  ele começa no coração,às vezes,
  e vai para a cabeça,
  mas dali desce para sempre
  para o baixo ventre.

  Quando esse amor é fraterno,
  quando ele é parente,
  quando ele é distante
  quando ele é multiverso
  quando ele não é tão candente,
  e ficamos até achando
  que nem está presente
  então ele começou em outro(s) lugar(s)
  e esqueceu de se apresentar.
  Então, ele é aquele que não é visto
  quando procurado,
  mas que oferece sempre o ombro amigo
                               quando   necessitado
  ele oferta cuidados,
  ele salva o invisível e o distante,
  ele gosta das flores e dos bichos,
  ele justifica os amplos cuidados
                             comunitários,
   ele formou as sociedades
   ele produziu costumes e hábitos
                          de    convivência
   ele preenche os corações
   com a magia das paixões,
   com as divertidas amizades.

   Mas o meu amor-
   e com essa palavra, indico meus sentimentos
   sejam quais forem
   as suas  variações
   ou a sua variação,
   sempre é radical
   é intenso
   é colorido, é complexo
   é uma árvore
   de raízes gigantescas
   de copas magníficas
   -e floridas
   que se estruturam  no firmamento,
   suprema felicidade,
   ele toma conta da minha alma,
   ele é minha razão inconsciente
                         e   inconsistente
                                    de viver.

    Meu amor
    é uma figura que já se fez
    de alguns de vocês
    ( pessoas que conheci por toda a vida,na realidade concreta e virtual)
    e a cada vez que me apaixonei
                             de    verdade
     pensei que estava perdida,
     mas eu me perdi mesmo foi na espiral
     desse caleidoscópio virtual
     que é o mistério de amar,
     -essa causa perdida,

     pão para muitas barrigas famintas.

     Meu(s) amor(es)
     Adônis(nome imaginário para um personagem da vida real)
     Príncipe (figura conhecida há décadas)
     Andros professor,sr.Hosaka nerd em computador,
     parentes,brothers de todos os tempos,
     menina que gosta de festas,...

      meus melhores sentimentos
      oferto a vcs
      mesmo quando não percebo
      mais a existência dos mesmos
      ou do mesmo amor.
      Recebam o meu amor de presente,para vocês,

      ...amigos,visíveis e invisíveis
      não existentes e existentes
      sutis,mas reconhecíveis e factíveis,
      parceiros das baladas de sempre.     "


A ópera continua na minha mente,nos meus ouvidos "de fantasia'.
Imagino uma praia - e a formação de dunas de areia,na mesma praia -milênios depois.

Eu sempre vejo  a paisagem, acima de um rochedo- vejo o mar azul lá embaixo.

Uma rajada de vento,me incomoda.

°
°
°
°
Uma boa tarde a todos.

°
°
Mala Nihil

Encrenca 285

'Encrenca' é um título que eu uso para textos sobre literatura,sobre técnicas de redação,e também para "soluções técnicas em internet".

Sim, já estou nesse número, grande  parte desses textos,escrevi no outro blog.

Eu não tentarei mais,por enquanto, ficar postando aqui, meu "diário de poesias" em destaque, no outro blog,mesmo que a linkagem tenha ficado possível.

Acho melhor transcrever um a um dessses textos poéticos- ou surrealistas,aqui,- manualmente, uma vez a cada dez dias,mais ou menos.

Esse blog merece poesias- e não poesias linkadas.

Espero que gostem.

Elas serão vistas- e reconhecíveis por seus nomes. Não darei a cada uma delas,nome de "seção de textos".

Oxalá,vcs  logo reconheçam que é prosa(ou será prosa) lírica.

°
°
Mais acima,vou copiar aqui uma que eu tentei levar para o JD, e que eu publiquei lá,em desalinho.

Aqui,vou corrigir a diagramação dela.
°
°
Mala Nihil

segunda-feira, 18 de abril de 2011

para dra Selma- meu diário virtual, srta Nihi

Acho que não consegui linkar  o site  que vou mandar abaixo.

Peço que vc e que os demais leiam só os textos em evidência,e os textos e poesias que eu vou listar a seguir. Isso porque tenho escrevido demais,e essas crônicas tomariam muito o tempo de todos,o que os faria reclamarem.
Mesmo,se possível,tentem não ler os textos não indicados,ou não entenderiam,porque fazem  parte de uma inrterminável sequência.
Poderão abrir o site abaixo,na barra de espaço acima.

Minhas poesias e textos que indicarei são:

Encrenca 140, Encrenca 155,Climatério, Encrenca  182, Meu Amor,A Festa do Espírito. Esses são poesias.
Os textos surrealistas,e que estão "por cima" das poesias  são 'A vida secreta de um Jardim' e "Tripitaka 159- onde  eu descrevi a exuberância que eu imaginei dos bosques do palácio no dia em que mestre Buda nasceu.
Em anos anteriores,eu chamei esse texto de "Festival das Flores".

Os nomes citados,estão numa sequência.
É necessário mover o cursor para baixo,para encontrar as primeiras poesias, que vão se sucedendo cada vez mais acima.
Esqueçam os  textos intercalados.

Esse é o meu melhor para  você no dia de hoje,porque eu não sei o que dizer.
Todas as palavras que eu poderia falar,me soariam pouco sensíveis, e vazias,para os que as escutassem,portanto, lhe 'presenteio" com minha inspiração  dos últimos tempos,que indica o quanto a vida é bela, e o quanto vale a pena gostarmos dela,com  todos os seus limites.

Vênus e Eros ensinavam isso, desde tempos distantes.

Ultimamente, 'eles" parecem me dar presentes em alguns momentos.

Teve uma vez que caiu uma chuva  rápida, e depois, por todo o trajeto de volta para casa,eu vi estampado um impressionante arco-íris no céu.
Ando notando insetos que eu nunca tinha notado antes, ando relembrando mais a infância  passada em paragens rurais, ando sentindo mais o "cheiro da tarde", quando as horas se sucedem.

Estou sentindo esse "cheiro da tarde" agora mesmo-na verdade.

Que "deus amor" (deus Eros) ressignifique a vida de todos.
E que nos dê  força  e paz,na alegria, e na tristeza.

°°Mala Nihil


http//filosofiamatematica.blog.terra.com.br/category/nihil/

Eu vou morrer em 04 de Outubro de 2017

Eu deixei de fazer muita coisa, pois não sabia exatamente quando iria morrer. Agora que eu tenho a data exata, eu decidi parar de pecar em 03 de Outubro de 2017.

Siga o link para calcular o último dia da sua vida.

IFrank

Sócrates e as borboletas




                  “A vida que não passamos em revista sem reflexão, não vale a pena viver” (Sócrates)

domingo, 17 de abril de 2011

Cinema: Rio 3D

Pela primeira vez é que fui num cinema em Diadema, e o filme que eu vi foi Rio com tecnologia 3D. A novidade impressiona, faz a tela ficar bem mais próximo dos olhos, ofuscando a sala do cinema, mas eu senti um pouco de cansaço na metade do filme, tive que tirá-lo.

Mas ver o filme sem os óculos cansa mais ainda, assim precisei colocar novamente os óculos. Para conhecer a novidade tive que pagar R$ 22,00, mas o desenho animado não vale tudo isso. Pela mesma quantia, consegui alugar as quatro temporadas de Prision Break, um excelente seriado com ótima fotografia e bom enredo que mata a saudade do tempo do Profissão Perigo com o Mac Gaiver (não sei se é assim que se escreve), cheio de tiro, gente morta, traição e revelações surpreendentes. Esse é um dos poucos seriados em que o mocinho também morre no final do filme, mas vale a pena ver, principalmente para quem gosta de caçadas humanas. O protagonista do filme enfrenta vários contratempos, e o diferencial do filme são as soluções controvertidas que o filme apresenta, desafiando a inteligência do telespectador, ou seja, é um excelente seriado para quem não gosta de pensar, como eu.

Ainda falando de filmes, o meu sobrinho me arranjou dois mp4 compatível com o iPad, Tron e Rede Social. Ficou excelente, aqui no iPad consigo ativar a legenda em português e até selecionar a dublagem em inglês, é como se eu tivesse um DVD conectado no tablet da Apple.


iFrank

Encantadora 8

Fiquem com um museu,para visitas por hoje,pela semana,e ainda por bastante tempo.


http://fineartamerica.com/

bom dia,

Agora de manhã,a conexão está menos lenta do que esteve ontem.

Será  que a noite faz mal para as operadoras de internet?

Fiquei umas horas baixando um antivirus, um tempo  atrás,e fui verificar  que ele não está nem mesmo entre os novos programas instalados.

E que também o Windows 7 já tem sua proteção.
(gastei tempo, então,cujo uso será descontado depois.


-mala

sábado, 16 de abril de 2011

Em tempo- mala nihil

Desculpem  por duas  réplicas iguais a uma mesma mensagem minha abaixo.

Ainda estou aprendendo a operar esse pc,que apesar de já estar comprado há meses, só começou a ser usado hoje.
Também essa banda larga em uso,tem seus melindres.

A internet continua lenta,nessa conexão,mas deixar de usar a bateria, para por o pc na tomada,melhorou a situação um pouquinho.


Também não reparem esse meu festival de postagens hoje,por aqui.

Estou testando essa conexão nova,e tudo o mais.

Apesar de tudo, é bastante boa.

Mais uma vez,um bom domingo aos que passarem (e aos que não passarem ) por cá.

(rsrsrsrs...)

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

Natureza Viva- 34

Esse site dá acesso a alguns outros.


http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orchid&gbv=2

Natureza Viva- 33

Não reparem.
Serão só as mesmas postagens que não consegui fazer de manhã.

(em tempo,atualização de 05 de janeiro de 2.012,- as postagens da Natureza Viva 32,que não deram certo,nessa  data,foram removidas)

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orchids&gbv=2

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orquidários&gbv=2

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=orquid&gbv=2

Sr.Hosaka,hoje é o dia internacional da web banda lar

Eu queria  agradecer ao senhor,ao Teacher,ao sr.William, ao sr.Marciano Alado,ao Denytus, pela  orientação  que me deram,ainda lá no gd do terra,sobre planos de internet que não são speedy.

Muito tempo eu gastei procurando um netbook que correspondesse ao meu gosto e preferência, e depois,ainda pesquisando planos de internet alternativa.
Já estou usando a minha.

Dando uma folga  para o pc doméstico,e esperando evitar situações inoportunas no uso da internet,doravante.
Não sei não, se eu vou conseguir mesmo isso,porque essa internet é  lenta,parece ter a metade da velocidade  do speedy.
Estou usando a Tim,pois por enquanto não estou precisando mais do que de sessenta horas por mês.

Talvez,daqui a um tempo,ou vou aumentar o plano,ou trocar -

Não querendo incomodar,mas incomodando aos leitores, eu gostaria que alguém me dissesse se tem algum antídoto para a lentidão da internet.(estou usando um plano de horas,não um plano de uso ilimitriado)

(hahaha...)

A banda larga de uso ilimitado seria melhor?

Acho que tem mais de um entre nós  que usam  esses planos alternativos, e que portanto,poderão me dizer.

Desde já agradeço,mas apesar de tudo,acho que estou bem com uma internet que agora eu vou poder usar noite adentro,quando eu não estiver com tanto sono.

É isso aí.
Tirem bom proveito do domingo.

Mala Nihil

natureza viva, qualquer número

teste


http://images.google.com.br/images?=pt-BR&q=orquid&gbv=2

sexta-feira, 15 de abril de 2011

turbilhão 657- mala nihil

Meu deusinho florido...

(alusão ao Deus -Natureza- ou ao deus Eros, que é minha concepção mais fácil de divindade suprema)

Eu que vivo falando em saúde mental, estive eu mesma louquinha esses dias.
Pensei que hoje ia ser feriado, e que essa semana,era a semana santa católica.

Isso porque andei usando um calendário com uma grafia errada, para datas comemorativas, porque não sou cristã, e porque ultimamente, não ando convivendo direito com cristãos, sendo que em função disso- ando mais ou menos à revelia do calendário.
O que é quase um risco, pois sair na cidade em certos "dias santos" literalmente não adianta nada, porque nunca tem nada que esteja aberto, para que alguma iniciativa possa ser tomada.

Ainda por cima, fiquei desejando "bom feriado católico" a todo mundo, tanto aqui,como lá no blog do sr.William.
Desculpem minha falha.

De todo jeito, desejar o bem, nunca é demais- fica então desejado assim- e esse bem que eu desejei a todo mundo- irá "retornar a mim".

Mas, claro que eu precisava mencionar o engano.

Isso foi por conta de estresse virtual também- afinal andei tendo problemas em meus pcs.

Logo logo isso vai mudar, pois já tenho um outro pc.

Muito boa sexta feira a todos.

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

Só para não perder o hábito...

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=phalaenopsis&gbv=2

quinta-feira, 14 de abril de 2011

para dra Selma, Nihil

Estou preocupada com você.

Faz dias que você não posta mais mensagens aqui.

Está tudo bem?
Como está de saúde?
E de rotina?
Está tudo bem com seus familiares?

Como vc deve estar sabendo, eu fiquei um tempão mais sumida, devido a problemas de conexão, dos quais estou "parcialmente recuperada" agora.
E hoje foi um dia "famoso" aqui no blog.

Como sempre, não estarei aqui a partir de amanhã.

Diga para nós se está bem.
Recomendações ao Adilson.(kkkk...)

O Contravocê viajou, e só vai voltar no fim do ano.

Bom feriado a vc,. aos seus parentes, e aos leitores.

Encrenca 264- mala nihil

Vivemos um tipo de libertação em nossa vida, quando descobrimos nossos reais interesses.

A meditação, e a internet me ajudaram nisso.

Eu sempre fui uma "mala de interesses por diversos temas",mas eu acredito hoje em dia,que os principais deles,são a psicologia e a literatura.
Na literatura, podemos ser tudo o que sonhamos,sem movimentarmos tantas palhas assim.
Podemos pintar quadros sem sujar as mãos.
Podemos nos alegrar,sem perturbar a ordem.
Podemos chorar, e de mentirinha.
Podemos viajar, só no pensamento.
Podemos conversar só conosco mesmos,e sempre termos a sensação de termos sido entendidos.
Podemos agradar aos outros, sem nunca sermos vistos.
Podemos ser realmente amados,pelo nosso "conteúdo interior"- sem que isso seja uma falácia.

°°° podemos amar - por experiência, e sem consequências, se não sabemos como vai terminar.
Se não deu, tudo não passou de um sonho.
Se deu certo, então patrocinaremos um encontro.   °°°  (para eu,não deu certo...)

Por causa disso,é que posso dizer que hoje em dia,eu sou quase uma mulher feliz.

Isso eu conto porque sei que a felicidade total, não existe.

Mas, eu- que por anos pensei que não adiantava tentar me encontrar "porque nunca estive lá"- procurei com mais cuidado por eu mesma,e parece que encontrei a "outra Nihil".
Fui ajudada por uma "personagem antiga" nessa aventura, e isso tudo na verdade,vêm ocorrendo desde outubro do ano passado.

Convidarei vossas senhorias sempre a me acompanharem na série Encrenca- que é sobre literatura,lá no blog do William.

Hoje não vai mais dar tempo de escrever muito lá, mas voltarei a estar no mesmo site a partir de sábado.
Ando me realizando aprendendo sobre vários temas, só para escrever bons versos, ou bons textos surrealistas.

Qualquer hora, voltarei a postar algum deles aqui.

Tenho uma réplica a fazer a uma mensagem minha- ou seja, tenho um acréscimo a fazer, mas deixarei isso para de noite, ou para daqui a uma hora.

Uma ótima quinta feira, e um bom feriado a todos.
Como sempre, a partir de amanhã- eu ficarei uns dias parcialmente ausente da web.

Será um feriado religioso.

Cultuem os santos.